quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Ah... mas você pensa demais...

E esse é o problema.

(...)

É também o problema dos rebeldes, dos adolescentes, dos apaixonados, dos inseguros. Há sempre quem pense que a idéia é ruim, que o salto não é bom, que aquele é de confiança e que o feijão com arroz é básico demais.

Haverá sempre um moleque para pensar no que ninguém pensa, um frustrado para pensar que a culpa é dele, uma menina para pensar que é triste, a namorada para pensar que ele não está mais gostando dela, a mãe para pensar que os filhos estão transando em cantos escuros da cidade(e sem preservativo), o vestibulando jovem para pensar que sabe de tudo, um ativista chato para pensar que pode mudar o mundo, um alternativo para pensar que é diferente...

Às vezes, até que é tentador pensar que o "penso" é torto, mas... imagine o que seria da nossa teledramarturgia cotidiana tendo contato direto com a reta verdade. Já ouvi alguém dizendo que a vida é de altos e baixos, contudo, nunca ouvi um indivíduo dizer que a vida é uma linha reta. Reta é a leitura sem interpretação, é a imagem emitida por um coração que não bate, é o caminho mais curto de se chegar ao topo (não necessariamente o mais justo).

Portanto, Pensemos! Porque, afinal, o penso é maravilhosamente torto.

2 comentários:

José María Souza Costa disse...

Passei aqui lendo. Vim lhe desejar um Tempo Agradável, Harmonioso e com Sabedoria. Nenhuma pessoa indicou-me ou chamou-me aqui. Gostei do que vi e li. Por isso, estou lhe convidando a visitar o meu blog. Muito Simplório por sinal. Mas, dinâmico e autêntico. E se possivel, seguirmos juntos por eles. Estarei lá, muito grato esperando por você. Se tiveres tuiter, e desejar, é só deixar que agente segue.
Um abraço e fique com DEUS.

http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

Marina disse...

Já me disseram que eu penso demais. Acho que é uma coisa boa. Impulsividade nunca me fez bem.