domingo, 7 de setembro de 2008

A causa das coisas


Um dia desses, a borboleta Morganna estava com um dedinho de prosa com a Jessika louva-deus... daí o dedo de prosa virou mão de poesia e firmaram um compromisso:
- De fino trato com que juramos ao Sol
- De prosaico compromisso que gira poesia
- Que nossa amizade nos pesque como anzol
- Quando faltar sorriso, que nos traga alegria
Mas, de repente, mais que rapidamente, a garça feroz atacou a Jessika louva-deus com um sopro barulhento, quebrando o som da poesia. Aí veio uma nuvem de grafite, aí veio a chuva espantar o sol, aí veio a libélula sem óculos pairando no caminho, aí o bosque ensurdeceu.
Tudo por causa da garça.
A borboleta Morganna, entre um pingo de chuva e outro, abriu suas asas fininhas, e o cinzento da garça foi derrotado pelo colorido da borboleta. Bateu e bateu as asas até que um tufão de alegria explodiu do outro lado do mundo...
Aí as nuvens foram embora, aí a floresta voltou a ser verde, aí a libélula achou os óculos, aí a semente da aurora germinou, aí o arco-íris se formou e a Jessika louva-deus apareceu com a asa partida, mas não estava mais ferida:
- Que nossa amizade seja doce e forte como o bater de suas asas.
E o mundo ficou todo colorido. E uma nova corrente se firmou no mundo.
Tudo por causa da borboleta.
"sei que o vento que entortou a flor, passou também pro nosso lar, e foi você quem desviou com golpes de pincel..."

21 comentários:

Morganna disse...

o texto mais bonito que tu já escreveu.
nele existe uma história de verdade. de borboletas e esperanças e de garças sem alma. mas nós sobrevivemos todos os dias.
e tu me faz sobreviver com teus golpes de pincel diários.
'tu não vai deixar esse vírus te deixar triste, né'

tão bom saber que tu faz parte de mim todo dia. :~

*.*

ah! e eu não vou deixar garças estragarem meus dias. muitos menos vírus de gripe. :D

Sara disse...

que coisa linda esse texto.
e esse layout todo sépia tá um luxo.

beijos

Maya disse...

Morganna acabou com o outro blog...??
Texto mais bonito, mais delicado...
Adorei o novo espaço!

Narradora disse...

Bonito e leve com força. :)
Bjs

Violeta disse...

que história mais linda, por isso que eu gosto tanto...
.
beijos muitos
.

MCI disse...

Êeeeee!

E quem é que não vibra com os FINAIS FELIZES?

Ainda mais se a heroína é a querida "Morgannoleta"!

Beijos, linda!

=*

Cadinho RoCo disse...

O bem sempre vence o mal, a luz ilumina a sombra e o gostar arrebata o querer a um entusiasmo daqueles.
Cadinho RoCo

Cadinho RoCo disse...

Voltei.
Cadinho RoCo

Lúcia disse...

Psiu! ;)
Passando pra deixar um beijo!

julio de castro disse...

po, que texto legal!

viva "the butterfly power"

B. disse...

Todo mundo merece uma borboleta que acolha as cores, os sabores, os amores e os afetos.
Ternamente.

Um beijo!

sachetti disse...

eu sei, é o amor que ninguém mais vê.

Eu achei esse texto fantástico, de verdade!
Daqueles que se lê e sorri depois de cada vírgula.

Não consigo achar qualquer palavra que o baste, até porque uma palavra só seria muito pouco.
Dá vontade de escrever.

Sara disse...

não repare na minha loucura. estou há dias, quase mês, pra te responder o email sobre o filme e agora perdi todos meus emails na pporcaria da droga que aconteceu com meu pc. hoje fui procurar no gmail e não tinha mais lá tb. bom, te peço desculpas e te peço que mande pra mim de novo seu email....
beijos

sara!

Lusca Fusca disse...

nossa, tão doce, tão lindo..
lembra aquelas historinhas que a professora conta no maternal.

Morganna é uma menina de muitas cores mesmo, de belas palavras também.

langriss disse...

interessante esse texto, me traz até algumas lembranças de um passado ligeiramente distante, hehehe... vou adicionar mais esse feed aqui no Google Reader :)

valacomum disse...

Gostei do texto. Apesar de infantil, acredito que adultos sensíveis também se sentirão seduzidos pela beleza da poesia.
Um abraço,
David.

sampin disse...

olá, vc deixou um comentário em um dos meus rabiscos do blog, mas eu quase não entro lá, por isso ainda não tinha respondido. Q bom que gostou dos desenhos! fico feliz! =D
Vc me perguntou o q uso para ilustrar, então, na maioria das vezes, uso nanquim, aquarela, caneta posca... e muitas vezes uso o photoshop pra colorir, tratar...e muito de vez em qdo uso o illustrator. Eu faço faculdade de desenho industrial, mas já sabia usar esses programas e desenhar antes disso...
Bom, é isso! rs

Volte sempre!! bjoks

Be disse...

Oi, MOrganna.
Obrigada por passar em CAsa,viu?
Não vi o filme que vc citou, mas já anotei, e pretendo ver em breve. Seria bom trocar impressões dele com você.
Menina, quanta falta vocês me fazem, puxa.
Mas vamos, lá.
uM BEIJO.

Jan disse...

Gosto bastante de fábulas, e está está encantadora :)

(Tinha percebido a ponte de realidade - talvez todo mundo que leu, mas, encantadora como disse).

Marina disse...

Que lindo, gente! Gostei da forma do texto, além do conteúdo. Uma das fábulas mais lindas que já vi. Parabéns!

Abraço!

Karla Thayse disse...

Que linda simplicidade!
Me sinto tão bem aqui...
Obrigada por visitar o meu jardim, pode voltar sempre que quiser sentir o cheiro das flores...
Muita luz pra vc.
bjuss